Seguidores

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Origem das Cartas do Baralho

"Então a cobiça, depois de haver concebido, dá luz ao pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte". (Tiago 1,15).
As cartas foram criadas no ano de 1392, para uso pessoal do rei Carlos da França, quando este sofria debilidade mental.

O criador das cartas era um homem degenerado e mau, que escarnecia de Deus e de seus mandamentos. Para sua criação maligna ele escolheu figuras bíblicas: o rei representa o diabo, a dama representa Maria, a mãe do Senhor. Assim de modo blasfêmico, fez de nosso Senhor Jesus Cristo um filho de Satanás com Maria. Copas e ases representam o sangue de Jesus, o valete (resisto em escrevê-lo) o próprio Senhor. Paus e outros símbolos representam a perseguição e destruição de todos os santos. Seu desprezo pelos dez mandamentos foi expresso pelo número dez das suas cartas. Quem conhece esta
origem diabólica do jogo de cartas, compreende também as conseqüências diabólicas.

Nenhum jogador de cartas lembra da realidade do diabo e dos demônios, que estão no fundo desse jogo.

Quem conhece a origem das cartas de jogar, também compreende porque com as cartas se relacionam práticas diabólicas como adivinhação, esconjuração, etc.

A Palavra de Deus nos proíbe tais práticas:



"Não praticareis adivinhações nem a magia. Não dirijais aos adivinhos, (cartomantes) não os consulteis, para que não sejais contaminados por eles. Eu sou o Senhor Vosso Deus." (Levitico 19, 25-31).



És inconseqüente? Esse é o mal dos nossos dias. Tu dizes que crês num poder superior. Então seja conseqüente! Se existe este poder superior, então Ele é um Deus, o Criador. Seu caráter é amor. Ele provou seu amor a ti e a mim, entregando seu Filho Unigênito, para vencer o inimigo que nos dominou. Esse inimigo é Satanás. Seja conseqüente e pensa sobre isso. Terás uma vez que responder diante de Deus à pergunta, o que fizeste com Jesus Cristo, seu dom inefável para ti? Seja conseqüente e lembra que também tens um inimigo, que quer destruir tua vida. "Ele anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar".

Isso ele tenta com vários meios, também como tais que pareçam inofensivos, por exemplo as cartas de jogar.

O mal continuamente tem que conceber o mal, e da mesma maneira como se jogar cartas irrefletidamente, sem pensar nas terríveis conseqüências, tão irrefletidamente e sem nenhuma razão o elevado e santo nome do Senhor Jesus é tomado em vão. Advertimos insistentemente a cada filho de Deus: não te envolvas com jogo de cartas.

Autor: Wim Malgo

Um comentário:

  1. Táí!!! mais um modo da "entidade católica" exercer controle em suas mentes!!!
    O baralho, teve, início na China, ou Oriente Médio, muito antes do catolicismo!

    Pedaço retirado do Wikipedia:
    "Há quem acredite que o baralho foi inventado pelo pintor francês Jacquemin Gringonneur, sob encomenda do rei Carlos VI de França. Gringonneur desenvolveu as cartas do jogo de forma que representassem as divisões sociais da França através de seus naipes, sendo copas o clero, espadas a nobreza, paus os camponeses e ouro a burguesia."

    Isso de vocês dizerem que "Rei Carlos" inventou o baralho por ordem de Lúcifer é a mais descarada mentira!

    Pedaço de texto retirado do Wikipedia:
    "De qualquer modo, o baralho foi introduzido na Europa durante o século XIV. E a partir do século XV,..."

    Também há a combinação espanhola que o baralho represente um épico de aventura:
    Paus: cajados dos magos
    Espadas: Guerreiros
    Copa: vida
    Ouro: Ouro mesmo
    Rei: Rei
    Valete: vassalo
    Dama: Rainha

    Está na sua frente a incapacidade da IGREJA de criar simbolos e histórias próprias dela mesmo!
    E não ficar pegando um pouco de cada religião!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...